Afonso Florence concorre ao 10º Prêmio Congresso em Foco

Afonso Florence concorre ao 10º Prêmio Congresso em Foco

O líder da oposição no Congresso Nacional, o deputado federal Afonso Florence (PT/BA) está disputando o Prêmio Congresso em Foco 2017. No total, 377 parlamentares, sendo 37 senadores e 340 deputados, estão aptos a receberem os votos do público pela internet, entre 1º e 30 de setembro. Para votar acesse o seguinte endereço: http://congressoemfoco.uol.com.br/votacao-premio-2017/, preencha os dados e vote.

Esta semana o parlamentar foi eleito um dos 100 Cabeças do Congresso Nacional, ou seja, um dos mais influentes pela terceira vez consecutiva e o único do Partido dos Trabalhadores da Bahia. Florence tem sua trajetória  pautada nas lutas dos movimentos sociais. Em 2016, foi líder do PT na Câmara e teve um papel combativo na CPI da Petrobrás e na luta contra o golpe, que destituiu uma presidente honesta.

Afonso Florence foi ministro de Desenvolvimento Agrário (MDA), no governo Dilma Rousseff (PT). Na pasta, fortaleceu a agricultura familiar e implantou a Política Nacional para povos e comunidades tradicionais. Participou da elaboração do Plano Brasil Sem Miséria e da Rede Brasil Rural; liderou o aperfeiçoamento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF), em especial do Mais Alimentos; e criou o Pac 2 Máquinas.

Durante a primeira gestão do governo Jaques Wagner (PT), exerceu o cargo de secretário estadual de Desenvolvimento Urbano da Bahia.  Naquela função, desenvolveu a maior política pública de reforma urbana, habitação, água e saneamento da história do Estado, além de coordenar programas para populações de baixa renda como o Casa da Gente e o Água Para Todos.

Na Câmara Federal, conseguiu a extinção do 14º e do 15º salário, pagos a deputados e senadores; presidiu a Comissão Especial da PEC nº 215, que culminou no arquivamento da proposta e na defesa dos interesses das comunidades tradicionais; e conquistou a aprovação do marco regulatório das Organizações Não-Governamentais (ONGs), e do piso nacional dos Agentes de Saúde e Endemias.

 Sobre o prêmio

A disputa tem como objetivos: valorizar os melhores parlamentares, estimular a população a acompanhar o desempenho dos eleitos e enfrentar as tentativas de desqualificação da política e da democracia.

A lista dos parlamentares, aptos a serem premiados, exclui congressistas que respondem a ações ou inquéritos criminais no STF.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *